jusbrasil.com.br
3 de Junho de 2020

PC alerta sobre falso app que apresenta informações de coronavírus

Covid - 19 tracker

Andre Antunes, Advogado
Publicado por Andre Antunes
há 2 meses

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) alerta a população goianiense sobre um novo golpe que está sendo aplicado, que é um falso app que apresenta informações sobre o coronavírus e bloqueia celulares.

Conforme informações, o nome do aplicativo é covide-19 tracker e está sendo divulgado através das redes sociais por meio de links e dowloads. O problema é que, na verdade, se trata de um cibercrime.

De acordo com a Polícia Civil, o aplicativo apresenta um mapa interativo e dados estatísticos mundiais sobre os casos de coronavírus, mas, na verdade, é um software malicioso que criptografa e bloqueia celulares, computadores e outros dispositivos onde for instalado.

Depois que já está instalado, é solicitado um pagamento em bitcoins, que é um criptomoeda, para a liberação dos dispositivos infectados. Diante disso, a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC) orienta que os downloads sejam feitos diretamente nas lojas oficiais , Google Play e Apple Store.

App do Ministério da Saúde

Para facilitar o acesso a informações sobre o Coronavírus Covid-19 e combater a propagação de notícias falsas, o Ministério da Saúde desenvolveu aplicativo com dicas de prevenção, descrição de sintomas, formas de transmissão, mapa de unidades de saúde e outras informações.

O app está disponível para iOS e Android, em suas respectivas lojas.

PC alerta sobre falso app que apresenta informaes de coronavrus

Além do alerta sobre falso app que apresenta informações de coronavírus, a PC também suspende atendimentos presenciais

As delegacias de Polícia Civil em Goiás suspenderam, desde a última segunda-feira (16/9), o atendimento presencial para alguns casos nas unidades, a fim de evitar a propagação do Covid-19. Com a medida, somente casos urgentes serão feitos de forma presencial, sendo:

  • Homicídio e feminicídio;
  • Estupro;
  • Sequestro e cárcere privado;
  • Roubo;
  • Furto de veículos;
  • Autos de Prisão em Flagrante;
  • Casos em que possa ocorrer o perecimento da prova, exigindo imediata intervenção policial;
  • Outros casos, a critério da Autoridade Policial ou do dirigente do órgão, que sejam considerados hipóteses de emergência policial.

Para os casos abaixo, o registro de ocorrência será feiro somente pela internet:

  • Furtos, exceto de veículos e quando houver necessidade de perícia;
  • Perda ou extravio de documentos e/ou objetos;
  • Desaparecimento de pessoa maior de idade;
  • Acidente de trânsito sem vítimas.

Fonte: https://diaonline.ig.com.br/

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)